Nosso desejo para 2017!

 

 

Nossa capacidade de pensar sobre diversos aspectos quando tomamos uma decisão é uma das características que nos torna humanos. Ela nos permite tomar decisões corretas ou equivocadas. O que irá determinar se a decisão é a mais acertada ou não são os aspectos que ponderamos sobre o tema em questão. Nossa intenção, como promotores de saúde, é passar aos praticantes do Método Evolutivo as informações que os ajudem a fazer a melhor escolha por conta própria. Esse ponto é extremamente importante, pois acreditamos que o livre arbítrio é fundamental, deve ser garantido e estimulado.

 

Sabemos que a atividade física e o exercício são um dos pilares primordiais para que tenhamos saúde e condicionamento físico. Porém, dois pontos que fazem um programa de exercícios ter sucesso muitas vezes são esquecidos pelas pessoas envolvidas. São eles: a adesão e a motivação.

 

As alterações positivas decorrentes de um programa de treinamento estão diretamente relacionadas com o grau de adesão a esse programa. O sucesso de um programa de reabilitação cardíaca está diretamente relacionado com o grau de adesão as modificações no estilo de vida envolvendo exercício e alimentação [1].

 

É vital que as pessoas pratiquem exercícios por vontade própria e encontrem a motivação para isso, pois não existe nada pior do que fazermos algo que não temos vontade. Ser obrigado, sem dúvida, não é algo benéfico.

 

Um trabalho [2] muito interessante teve como objetivo analisar se o treinamento físico seria capaz de reduzir a inflamação e sintomatologia em um modelo animal para colite (uma doença inflamatória do intestino). A hipótese dos autores era que a corrida forçada (CF) ou voluntária (CV) seriam capazes de reduzir os sintomas de colite e inflamação do cólon em resposta a uma estimulação medicamentosa da doença. Camundongos foram divididos aleatoriamente em grupo sedentário, um grupo de CF e outro de CV. Contrariamente à hipótese dos autores, o grupo de CF teve exacerbada a sintomatologia da colite e inflamação do cólon. Eles também observaram uma maior mortalidade no grupo de CF. Ao contrário, o grupo de CV teve os sintomas e a inflamação do cólon diminuídos. Os autores concluíram que a CF exacerba os sintomas de colite, enquanto a CV diminui sintomas e a mortalidade.

 

 

Outro estudo [3] demonstrou que o exercício voluntario é mais efetivo do que o exercício forçado para redução dos aspectos ligados ao Mal de Alzheimer. Assim, mesmo que o exercício forçado possa ser benéfico em alguma situação, como é o caso no Mal de Parkinson (pois melhoram os aspectos relacionados à função motora [4]), parece importante considerar que de forma geral os benefícios do exercício voluntário parecem ser superiores aos do exercício forçado.

 

Assim nosso desejo de final de ano para todos os nossos praticantes, familiares, seus amigos e todas as pessoas que lerem essa mensagem é de que sua liberdade de escolha esteja sempre presente, que pratiquem atividade física, que encontrem a modalidade de exercício que mais gostem e que encontrem motivação suficiente. Temos certeza que desta forma todos atingirão o máximo de benefícios possíveis.

 

Feliz natal e um ótimo ano novo!

 

Carlinhos e toda equipe do Método Evolutivo.

 

Que para você o exercício seja tão divertido quanto para uma criança brincando!!

 

Referências:

 

[1] Cesari F, et al. 2014. Adherence to lifestyle modifications after a cardiac rehabilitation program and endothelial progenitor cells. A six-month follow-up study. doi: 10.1160/TH13-10-0869.

 

[2] Cook MD, et al. 2013. Forced treadmill exercise training exacerbates inflammation and causes mortality while voluntary wheel training is protective in a mouse model of colitis. doi: 10.1016/j.bbi.2013.05.005.

 

[3] Yuede CM, et al. 2009. Effects of voluntary and forced exercise on plaque deposition, hippocampal volume, and behavior in the Tg2576 mouse model of Alzheimer's disease. doi: 10.1016/j.nbd.2009.06.002.

 

[4] Ridgel AL, et al. 2009. Forced, Not Voluntary, Exercise Improves Motor Function in Parkinson's Disease Patients. doi: 10.1177/1545968308328726.

 

 

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivos
Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social